5 Dicas de Comportamento em Ambiente Corporativo

Tatiana Cotrim 31 de julho de 2019

1) Você está no trabalho e não no psicólogo

Em ambiente corporativo deve ser evitado contar a sua vida para o seu chefe ou para a sua equipe/colegas de trabalho. Ali não é ambiente para divulgar os seus problemas domésticos, desabafar as frustrações no casamento ou dividir a sua rotina. Em outras palavras, se não lhe foi perguntado, guarde para você. Não traga seus problemas pessoais para o trabalho!

Pode parecer duro à primeira vista o que vou lhe dizer, mas infelizmente se expor demais pode acabar lhe trazendo julgamentos desnecessários e você pode acabar sendo mal visto e até mesmo interpretado como alguém sem inteligência emocional, para ocupar um cargo de responsabilidade.

2) Esteja sempre atento às regras de comportamento e ao dress code da sua empresa

Ninguém quer ser a sensação da empresa ou ser visto como mal vestido, concordam? Para não fazer feio, procure o RH da sua empresa e entenda qual o tipo de dress code recomendado. Acredite ou não a impressão que você causa com as suas roupas pode também ser um dos fatores de consideração para uma futura promoção.

Um líder ou representante da empresa frequentará reuniões com investidores, clientes, viajará em nome da empresa e não pode ser alguém que não sebe se comportar e/ou não sabe se vestir. Afinal, a frase “a primeira impressão é a que fica” é algo a se considerar sempre, porque desconstruir uma imagem percebida negativa pode levar muito mais tempo, além de lhe trazer problemas, do que construir uma imagem planejada positiva. Pense nisso!

3) Adote uma postura low profile

Procure aparecer pelos seus resultados, por seu mérito e não bajule em hipótese alguma! Contar vantagem, elencar os seus feitos e títulos não é bem visto, muito pelo contrário, você é interpretado com uma pessoa chata, cansativa e arrogante.

Mantenha um estilo discreto. Pessoas gostam de profissionais que não buscam chamar atenção para si ou estrelismo. Seja proativo e colaborativo, sempre pensando no bem comum.

Ah, mas e como vão descobrir o meu trabalho? Como vou conseguir subir na vida sem aparecer? Acredite, o que é para ser seu chega até você. Se você tiver talento, conteúdo e se dedicar, chamará a atenção pelo que realiza, por ser quem você é. Ter uma postura equilibrada também marca presença e faz as pessoas quererem saber mais sobre você de forma espontânea e reconhecer o seu trabalho.

4) Fuja de fofocas, burburinhos e disse-me-disses

Com o tempo no ambiente corporativo a gente aprende a evitar fazer  julgamentos desnecessários sobre as pessoas. Não compre brigas alheias ou participe de “panelinhas”. Isso significa ficar em cima do muro? Não! Isso significa que antes de se posicionar sobre assuntos alheios você deve fazer um estudo global da situação e ver o impacto que as suas palavras ou a sua postura poderão causar. O que você disser vai ajudar a resolver o problema e tudo acabará bem? Se a resposta for sim, se posicione! Se a resposta for não, guarde para você!

Afinal, para que colocar mais lenha nessa fogueira, não é verdade? O ambiente corporativo não deve ser encarado como um campo de batalhas em que se têm lados opostos. Por isso evite tomar partidos e estimular rivalidades. O objetivo ali deve ser comum, fazer a empresa crescer e os profissionais crescerem junto com ela. Um bom ambiente de trabalho também é responsável pelo estímulo à obtenção de resultados. Pense nisso!

5) O falar é de prata, o ouvir é de ouro e o observar é de diamante!

Alguém já te disse que quando uma pessoa fala muito normalmente não presta atenção no que está ao redor e é péssimo ouvinte? Em ambiente corporativo precisamos observar e ouvir mais, estar atento às necessidades da empresa e da nossa equipe. Isso não significa bisbilhotar o chefe ou os colegas, longe disso.

Ouvir significa estar disposto a aprender e a absorver as experiências que cada setor pode lhe proporcionar. Aprenda a ser flexível e a pensar global. Entender o trabalho dos outros pode lhe ajudar, inclusive, a desempenhar melhor o seu, por exemplo, na hora de calcular prazos de entrega 😉

A observação permite entender o funcionamento do local onde você trabalha e o comportamento das pessoas com as quais você convive, mais tempo muitas vezes do que com a sua própria família. Interpretar sinais de que aquele colega não está em um bom dia ou está precisando de ajuda para desempenhar uma tarefa que você pode contribuir para um bom resultado, fazem toda a diferença: isso se chama relação interpessoal, cada vez mais valorizada no momento de contratação.

Acredito que colocando em prática essas 5 dicas você já conseguirá conviver bem no seu ambiente de trabalho e desempenhar as suas obrigações de uma forma mais leve e precisa e alcançará os resultados que tanto deseja. Até a próxima!


Foto: Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atendimento via Whatsapp

Precisa de ajuda? Responda esta mensagem. Estou online à sua disposição!

AtendenteComo posso ajudar?